Pesquisar nesse blog

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Errar não é ruim; ruim é repetir os mesmos erros



Ninguém sabe ao certo quantas vezes Thomas Edison tentou acertar no invento da lâmpada incandescente, talvez milhares de vezes. Se ele não tivesse a capacidade de aprender e encarar o erro como uma oportunidade para acertar, não teria inventado a lâmpada. Da mesma forma, podemos tentar acertar várias vezes e ninguém está livre erros.

Errar não é ruim; ruim é repetir os mesmos erros. A repetição dos erros é um ciclo destrutivo no qual as pessoas se colocam e não conseguem sair até que aprendam como evitá-los. Erros técnicos são mais fáceis de corrigir, o problema é a repetição de erros comportamentais. Aprendizado técnico é fácil; aprendizagem emocional e comportamental é difícil.

Os problemas nas atitudes são difíceis de corrigir porque muitas pessoas não enxergam o que fazem ou não conseguem evitar o erro. Outros preferem colocar-se como vítimas das circunstâncias. Na tentativa de preservar sua autoestima, se defendem colocando a culpa em algo ou alguém e não assumem sua responsabilidade. Em qualquer caso, sempre existe a incapacidade de autocrítica ou de receber críticas.

Embora as pessoas tenham dificuldade em reconhecer os equívocos cometidos, elas precisam ser conscientizadas dos impactos de suas atitudes. Não é fácil reconhecer que as coisas estão indo mal, que um erro foi cometido ou que tudo deveria ter sido feito de outra maneira. Muitos podem pensar que admitir os erros significa admitir o fracasso, porém quando se reconhece que seguiu a direção errada mostrando que está consertando os problemas e mudando de rumo, pode-se ganhar muito mais credibilidade e respeito. 

Dependendo da gravidade do erro e seus impactos, as pessoas merecem uma nova oportunidade, uma segunda chance desde que reconheçam que erraram e se comprometam a corrigir-se. No entanto, há erros que são imperdoáveis e podem até ser fatais para a carreira, para os relacionamentos ou para a própria pessoa. Em todo caso, importante é aprender com os erros e evitar repeti-los.

Todos nós temos capacidade de aprender, mas para isso é preciso boa vontade. Quando alguém não quer aprender é inútil tentar ensinar. Erros recorrentes são próprios de pessoas negligentes e imprudentes. Como diz Paulo Coelho: "Tudo que acontece uma vez poderá nunca mais acontecer, mas tudo o que acontece duas vezes, certamente acontecerá uma terceira, uma quarta e infinitas vezes". 




Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores

Minha lista de blogs

Postagens populares