Pesquisar nesse blog

quarta-feira, 12 de maio de 2010

DÊ VIDA AOS SEUS PROJETOS



Anime-se. Viva o dia de hoje de um modo especial. Afinal, é um ótimo dia para retirar antigos planos da gaveta e começar a colocá-los em prática. Sente dificuldade em dar início, não sabe por onde começar? Vou lhe dar uma dica: preste atenção nas mulheres grávidas.

Quando a mulher sabe de sua gravidez ela é capaz de imaginar toda uma vida para o seu bebê. Ela, em questão de segundos, é capaz de pensar no enxoval do bebê; na decoração do quarto do bebê; na educação que dará ao filho; como será sua alimentação; os primeiros passos do bebê e seus brinquedos, seus cadernos, seus livros, amigos, diversão, sua formatura na universidade, sua profissão, seu casamento e até mesmo nos futuros netos. Isso se chama capacidade criativa.

Se será possível realizar tudo isso que ela imaginou, só o tempo e as condições irão dizer, mas o importante é que ela já tem um planejamento em mente. E o que isso tem a ver com planos e projetos? Tudo. Porque a mulher grávida se empolga e tem motivação para dar início a um projeto que terá longo prazo.

E ela não tem pressa. Ela sabe exatamente por onde começar. Faz o esboço do que pretende e começa a agir para tornar sua imaginação numa realidade. Então ela começa comprando o enxoval, o bercinho e a decoração do quarto do bebê e vem a dúvida da cor quando não sabe o sexo do bebê. Azul ou Rosa? Então ela descobre que tem uma infinidade de cores além de rosa e azul.

E durante nove meses, além de seus compromissos sociais e profissionais, ela é capaz de se dedicar a esse projeto com motivação e empenho desenvolvendo cada detalhe. Por exemplo, se o seu projeto de vida é ter um emprego, comece elaborando um curriculo, depois distribua em contatos com amigos, conhecidos, agências e empresas. Faça cursos de especialização, cuide de sua aparência e a cada dia aprenda novas coisas. Com certeza, você terá sucesso em sua busca profissional. Não importa o que você imagina, atue como uma mulher grávida, comece a dar vida ao seu projeto através dos pequenos detalhes e verá nascer grandes realizações.


terça-feira, 11 de maio de 2010

MULHER, O FORTE SEXO FRACO - Video



video

Hoje eu vou mudar, vasculhar minhas gavetas, jogar fora sentimentos e ressentimentos tolos. Fazer limpeza no armário, retirar traças e teias, e angústias da minha mente. Parar de sofrer por coisas tão pequeninas, deixar de ser menina para ser mulher.

Hoje eu vou mudar por na balança a coragem, me entregar no que acredito para ser o que sou sem medo. Dançar e cantar por hábito e não ter cantos escuros para guardar os meus segredos. Parar de dizer: "Não tenho tempo pra vida, que grita dentro de mim, me libertar!"

Hoje eu vou mudar, sair de dentro de mim e não usar somente o coração. Parar de cobrar os fracassos, soltar os laços e prender as amarras da razão. Voar livre com todos os meus defeitos para que eu possa libertar os meus direitos, e não cobrar dessa vida: nem rumos e nem decisões.

Hoje eu preciso e vou mudar, dividir no tempo e somar no vento, todas as coisas que um dia sonhei conquistar. Porque sou mulher como qualquer uma, com dúvidas e soluções, com erros e acertos, amor e desamor. Suave como a gaivota e ferina como a leoa; tranqüila e pacificadora mas, ao mesmo tempo, irreverente e revolucionária. Feliz e infeliz, realista e sonhadora, submissa por condição mas independente por opinião. Porque sou mulher com todas as incoerências que fazem de nós, um forte sexo fraco.

Hoje eu vou mudar, vasculhar minhas gavetas, jogar fora sentimentos e ressentimentos tolos. Fazer limpeza no armário, retirar traças e teias, e angústias da minha mente. Parar de sofrer por coisas tão pequeninas, deixar de ser menina para ser mulher. Eu vou mudar! Eu vou mudar pra valer!




SÓ POR HOJE



Só por hoje, procurarei apenas viver o dia que passa sem tentar resolver ao mesmo tempo os problemas da minha vida inteira. Por 12 horas apenas, poderei executar alguma coisa que me encheria de pavor, se tivesse de realizá-la pelo resto da minha vida.

Só por hoje, procurarei fortalecer minha inteligência. Aprenderei alguma coisa útil, lerei alguma coisa que exija esforço, pensamento e concentração. Só por hoje, procurarei ajustar-me aos fatos em vez de procurar ajustar tudo o que existe a meus próprios desejos.

Só por hoje exercitarei minha alma de três maneiras: procurarei fazer um beneficio a alguém, sem cantá-lo a quem quer que seja. Farei pelo menos duas coisas que não desejava fazer, só por exercício. E hoje, se alguma coisa me magoar, não o revelarei a ninguém.

Só por hoje, procurarei mostrar a melhor aparência possível, vou me vestir bem, falar baixo, agir delicadamente, não fazer criticas. Não tentarei corrigir nem dar ordens a ninguém, a não ser a mim mesma e deixarei de ter pressa e indecisão.

Só por hoje, dedicarei uma meia hora a mim mesma para a meditação e o repouso. Durante essa meia hora, procurarei divisar uma perspectiva mais clara de minha vida. Só por hoje, não terei medo, especialmente, de apreciar a beleza e de acreditar que aquilo que eu der ao mundo, o mundo me devolverá. E, se por acaso, isso se tornar um hábito de vida, serei grata por ter aprendido a viver...


CRENÇAS



Cremos que a vida humana é múltipla em manifestações, mas uma só em essência. Cremos que somos um canal de manifestação da vida e que lutar contra é uma forma de onipotência, é querer parar o fluxo harmônico da natureza. Cremos que a família menos que um conjunto de obrigações, é um laboratório de treinamento na operacionalidade do amor, uma experiência comum das diferenças individuais. É na diferença que se situam o crescimento e o amor. Crescer é fazermos em níveis maiores a ligação entre os contrários.

Cremos que o tempo não existe como força fora de nós, mas que o tempo somos nós mesmos em movimento, em transitoriedade... Que a segurança não existe a não ser como a aceitação da insegurança básica da pessoa humana. Que o amor, a bondade, a verdade e a ternura devem ser cultivados não por imposição moral, mas porque fazem parte das leis naturais do mundo.

Cremos que estamos na vida para louvar a gratuidade, a simplicidade e o imprevisto, que a vida só se vive no improviso, no rascunho. Que nenhum de nós é um todo, mas apenas uma parte, que a alma é um pedaço de nosso corpo e que nosso corpo é um pedaço de nossa alma. Cremos que até nisso as pessoas são iguais, cada um é diferente. Que somos criança, adultos e velhos ao mesmo tempo. Que viver é juntar diariamente o separado e separar diariamente o que está junto.

Cremos que para aprendemos a nadar, temos que aprender a mergulhar. Para aprendermos a ganhar, temos que aprendermos a perder. Para aprendermos a viver temos que aprender a morrer. Para sentir prazer temos que aprender a sentir dor. Para aprendermos a saber, temos que aprendermos a não saber.

Cremos que ser diferente é ser livre, que o passado e o futuro são importantes como referência da nossa vida e não como uma determinante dela, que existem o conhecido, o desconhecido e o incognoscível. Que o vazio faz parte do mundo e é onde recebemos o mundo. Jamais teremos segurança total, inteligência total, presença total, saúde total, potência total.

Cremos que nossa força vem da consciência de nossa fraqueza; nossa coragem vem da consciência de nosso medo e que enfrentar as coisas vem da consciência do nosso desejo de fugir. Que nossa alegria vem da consciência da nossa depressão e nossa esperança vem da consciência de nosso desespero. Cremos que se após a morte não existir nada, este nada será uma forma de existir. Que somos bons, verdadeiros, honestos, livres e sábios por natureza embora às vezes sejamos maus, desonestos, presos e ignorantes. Que o mal não existe em si mesmo, é apenas a ausência do bem...

Cremos que mestre é aquele que aprende e não o que ensina, que a autoridade vem dos fatos e não das pessoas. Que não queremos e não podemos ter qualquer compromisso com o sucesso, que viver é apenas viver e não viver em função de alguma coisa. Que não estamos neste mundo para viver em função da nossa esposa, do nosso marido, dos nossos filhos... Só estamos neste mundo para vivermos com eles. Que o amor é quando somos bons e verdadeiros ao mesmo tempo.

Cremos que nascemos para ser e não para ter, pois o dinheiro é um meio, instrumento do viver e não um fim na vida. Que pessoas não são coisas e, portanto, não são propriedade de ninguém. Que amor é liberdade e que liberdade é o casamento entre o que queremos e o que podemos. Que a vida é um mistério e que nós somos parte dele. Que ajudar alguém não é dizer ao outro como ele tem que ser, mas ajudá-lo a se ajudar, é ajudá-lo a não precisar de nós.

Cremos que é sempre possível arranjar uma desculpa para nos divertirmos, para sermos felizes. Que amar é ser inocente, acreditar nas pessoas como uma criança acredita na outra. Que inocência é ver uma gota de orvalho numa flor, é ver o broto das árvores, é ver uma borboleta voar, é saudar o por do sol, é deixar cair uma lágrima, é sujar as mãos na terra, é rir dos nossos limites, é beijar o ar, é respirar uma música, é contar as estrelas, é desprevenir-se...

A vida é a arte das escolhas, dos sonhos, dos desafios e da ação... quer você acredite que pode, quer acredite que não pode, você está certo!...

As palavras tem poder



A linguagem dirige nossos pensamentos para direções especificas e, de alguma forma, ela nos ajuda a criar a nossa realidade, potencializando ou limitando as nossas possibilidades. A habilidade de usar a linguagem com precisão é essencial para uma boa comunicação.

1) Cuidado com a palavra “não".

A frase que contém "não", para ser compreendida traz à mente o que está junto com ela. O "não" existe apenas na linguagem e não na experiência. Por exemplo: pense em "não". Nada vem à sua mente. Mas se eu lhe pedir: - Não pense na cor vermelha, você com certeza pensará no vermelho e depois se esforçará em outras cores. Por isso, fale no positivo, diga o que você quer, afirme o seu desejo. Substitua a frase: "Não mexa no meu armário..." por "Você está proibido de mexer em meu armário".

2) Cuidado com a palavra “mas”, que nega tudo que vem antes. Por isso substitua por "e", porque dá idéia de acréscimo, principalmente quando se discute uma idéia ou opinião. Substitua a frase: "Você é muito esforçado mas não progride..." por "Você é muito esforçado e pode progredir..."

3) Cuidado com a palavra “tentar”, que pressupõe a possibilidade de falha. Substitua a frase: "Vou tentar encontrar com você " por "Tenho poucas chances de ir". Evite tentar, faça!


4) Cuidado com “não” posso" ou “não consigo”, que dão idéia de incapacidade pessoal. Use "não podia" ou "não conseguia", que pressupõe que está se superando. Substitua a frase: "Eu não consigo economizar" por "Eu não conseguia economizar..."


5) Fale das mudanças desejadas para o futuro utilizando o tempo presente do verbo. Substitua: " vou conseguir um emprego " por "estou conseguindo um emprego".


6) Cuidado com as palavras “devo”, “tenho que” ou “preciso”, que pressupõem que algo externo controla a sua vida. Use "quero", "decido", "estou". Substitua a frase: "Eu preciso colocar minhas coisas em ordem" por "Quero colocar minhas coisas em ordem"; "decido colocar as coisas em ordem"


7) Fale dos problemas ou das descrições negativas de si mesmo, utilizando o verbo no passado. Isto libera o presente. Substitua a frase: "Eu tenho dificuldade para ..."
por "Eu tinha dificuldade para ..."

8) Ao usar o condicional, substitua o "se" por “quando”.
Substitua: "Se eu conseguir ganhar dinheiro, vou viajar", por "Quando eu conseguir ganhar dinheiro, vou viajar".

9) "Esperar" suscita dúvidas e enfraquece a linguagem. Substitua por "Sei". Ao invés de dizer:  "Eu espero aprender isso" por "Eu sei que vou aprender isso".

10) O verbo no presente fica mais forte e mais concreto. Por isso s
ubstitua: "Eu gostaria de agradecer a você" por "Eu agradeço a você".

Falar corretamente é muito importante. O que nos diferencia dos animais é o som ordenado que transmite a sabedoria, o conhecimento e a capacidade de comunicação. Enquanto estamos evoluindo como ser humano, precisamos ter em mente que aprender a falar corretamente, positivamente, claramente, sem gírias ou palavrões é um caminho para o controle de nossas faculdades, utilizando assim, um pouco daquela capacidade que desprezamos ao utilizarmos um décimo de nosso poder divino...


Pessoas medíocres falam de outras pessoas;

Pessoas comuns falam sobre coisas;

Pessoas inteligentes falam sobre ideias.
..
 

AMOR E ÓDIO



O contrário de feio é bonito; de rico é pobre, de preto é branco. Isso se aprende antes de entrar na escola. Se fizermos uma enquete entre as crianças, elas dirão que o contrário do amor é o ódio. Elas estão erradas. Faça uma enquete entre adultos e descobrirá a resposta certa: o contrário do amor é a indiferença.

Do rompimento de uma relação afetiva sempre sobra algum sentimento, pelo menos para uma das partes. O que seria preferível, que sobrasse ódio ou indiferença? Que a outra pessoa perdesse o sono imaginando maneiras de fazer você se dar mal ou que dormisse feito um anjo a noite inteira, esquecido por completo da sua existência? O amor e o ódio é uma maneira de se estar com alguém. Já a indiferença não aceita declarações ou reclamações: seu nome não consta mais do meu cadastro.

Para odiar alguém, precisamos reconhecer que esse alguém existe mesmo que nos provoque sensações, por piores que sejam. Para odiar alguém, precisamos de um coração, ainda que frio, e raciocínio, ainda que doente. Para odiar alguém gastamos energia, neurônios e tempo. Odiar nos dá fios brancos no cabelo, rugas pela face e angústia no peito. Para odiar, necessitamos do objeto do ódio, necessitamos dele nem que seja para dedicar-lhe nosso rancor, nossa ira, nossa pouca sabedoria para entendê-lo e pouco humor para aturá-lo. O ódio, se tivesse uma cor, seria vermelho, tal qual a cor do amor.

Já para sermos indiferentes a alguém, não precisamos de coisa alguma. A pessoa pode saltar de bung-jump, assistir aula de fraque, ganhar um Oscar ou uma prisão perpétua, e nem notamos sua presença. Não julgamos seus atos, não observamos seus modos, não testemunhamos sua existência. Nossos olhos, ouvidos e todos os nossos sentidos ignoram sua presença e muito menos se dá conta de sua ausência. Não temos o número do telefone das pessoas com quem não queremos falar. A indiferença, se tivesse uma cor, seria cor de nada, cor de ar...

Uma criança nunca experimentou essa sensação: ou ela é muito amada ou criticada pelo que apronta. Uma criança está sempre em uma das pontas da gangorra, adoração ou queixas, mas nunca é ignorada. Só bem mais tarde é que descobrirá que o amor e o ódio habitam o mesmo universo, enquanto que a indiferença é um exílio no deserto...

Duendes e vampiros existem




-->
Eu nunca vi duendes, mas tenho certeza de que vampiros existem. Eles podem estar numa sala de bate-papo virtual, no balcão de um bar, no estacionamento de um shopping. Vampiros e vampiras aproximam-se com uma conversa mansa, pedem seu telefone, ligam no outro dia, convidam para um cinema. Quando você menos espera, está sendo sugado por eles e só vai descobrir isso com o tempo.

Vampiros tratam você muito bem, têm muita cultura, presença de espírito e conhecimento da vida. Você tem certeza de que conheceu uma pessoa especial e custa a se dar conta de quem são eles, até que começam a sugar você. Sugam o seu amor, sugam sua confiança, sugam sua tolerância, sugam sua fé, sugam seu tempo, sugam suas ilusões.
 
Vampiros sugam até você murchar, até a última gota. Um belo dia você descobre que nunca recebeu nada em troca, que amou pelos dois, que foi sempre um ombro amigo, que sempre esteve à disposição e sofreu tão solitariamente que hoje se encontra aí, mais carniça do que carne.

Essa estorinha de terror se repete ano após ano, por séculos. Relações vampirescas: alguém surge com aquela carinha de cansaço e carente, e você se oferece para uma conversa, um abraço, uma força. É aí que ele se revitaliza. Acontece em todo lugar, não só na Transilvânia.
 
E ocorre também entre amigos, colegas de trabalho, familiares, não só nas relações de amor. Por isso preste atenção quando você está se doando demais. Doe sangue para hospitais, dê seu sangue por um projeto de vida, por um sonho, mas não doe para aqueles que sempre vão lhe pedir mais e mais e não irão lhe retribuir jamais...

Ser feliz é uma escolha



Pessoas consideradas inteligentes dizem que a felicidade é uma idiotice; que as pessoas felizes não se deprimem, não tem vida interior, não questionam, são bobos alegres e que a felicidade anestesia o cérebro. Eu acho justamente o contrário: cultivar a infelicidade é uma burrice. O que não falta no mundo é gente sofrendo pelos mais diversos motivos: ganham mal, não tem amor, padecem de algum mal, e uma série de outros. Cada um sabe o que mais lhe dói.

Todos nós trazemos machucados de estimação, eu, você e outros. Eu dedico aos meus machucados um tempo de reflexão mas não vou me fechar e entornar uma garrafa de wisky me considerando uma intelectual. Eu reflito sobre a miséria humana e sou feliz, e salve a contradição.

Felicidade depende basicamente de duas coisas: sorte e escolhas bem feitas. Tem que ter sorte para nascer numa família bacana; sorte dos seus pais incentivarem e poderem pagar os seus estudos e leitura, esporte; sorte para ter saúde. Até aí temos de contar com a providência divina, o resto não pertence ao destino, pertence exclusivamente às suas escolhas.

Você pode escolher seus amigos; pode optar por ser honesto ou malandro; pode valorizar mais o dinheiro do que sua paz de espírito; pode investir e trabalhar encima de seus projetos ou desistir deles; pode priorizar a beleza em detrimento das afinidades em suas relações afetivas; pode reconhecer os momentos de dividir e os momentos de silenciar; pode decidir trocar de emprego, sair do país, perdoar seus pais ou preservar mágoas para o resto da vida.

Somos a soma das nossas decisões. Tem gente que é infeliz porque tem uma doença séria; outros são infelizes porque cultivam preguiça existencial. Os que estão doentes tem reduzidas as suas opções mas os outros tem a sorte de optar, e, se continuam infelizes, é porque assim escolhem...


* ESQUECER UM AMOR - Video



Você estava apaixonada por alguém e levou um fora. Acontece mais do que acidente de avião, desastre com romeiros e incêndio na floresta. Corações partidos é o grande drama nacional. O que fazer? Ainda não lançaram um manual de auto-ajuda que consiga eliminar nossa fossa, e dos amigos só podemos esperar uma frase, repetida à exaustão: tire esse cara da cabeça. Parece fácil, mas alguém aí me diga: como é que se tira alguém de um lugar tão cheio de mistérios?

Gostar de alguém é função do coração, mas esquecer, não. É tarefa da nossa cabecinha, que aliás é nossa em termos, tem alguma coisa lá dentro que age por conta própria, sem dar satisfação. Quem dera um esforço de conscientização resolvesse o assunto: não gosto mais dele, não quero mais saber daquele prepotente, desapareça, um, dois e já!

Parece que funcionou. Você sai na rua para testar. Sim, você conseguiu: olhou vitrines, comeu um sorvete e folheou duas revistas sem derramar uma única lágrima. Até que começa a tocar uma música no rádio e desanda a maionese. Você não tirou coisa alguma da cabeça, ele ainda está lá, cantando baixinho pra você.


Táticas. Não fica em casa relendo cartas e revendo fotos. Descola uma festa e produz-se para matar. Você bem que tenta, mas nada sai como o planejado. Os casais que se beijam ao seu lado são como socos no estômago. Você se sente uma retardada na pista de dança. Um carinha puxa papo com você e tudo o que ele diz é comparado com o que o seu ex diria, com o que o seu ex faria. Chamem o SAMU, corpo de bombeiros, etc...

Livros. Um ótimo hábito, mas em vez de abstrair, você acha que tudo o que o escritor escreve é para você em particular, tudo tem semelhança com o que você está vivendo, mesmo que você esteja lendo sobre a erupção do Vesúvio que soterrou Pompéia.

Viajar. Quem vai na bagagem? Ele. Você fica olhando a paisagem pela janela do ônibus e só pensa onde ele estará agora, sem notar que ele está ali mesmo, preso na sua mente. Livrar-se de uma lembrança é um processo lento, impossível de programar. Ninguém consegue tirar alguém da cabeça na hora que quer, e às vezes a única solução é inverter o jogo: em vez de tentar não pensar, esgote a sua dor. Permita-se recordar, chorar, ter saudade. Um dia a ferida cicatriza e você, de tão acostumada com ela, acaba por esquecê-la. Com fórceps é que a criatura não sai...

autoria Martha Medeiros

video

QUEM VOCÊ PENSA QUE É



Você é os brinquedos que brincou, as gírias que usou, os nervos à flor da pele no vestibular e os segredos que guardou. Você é sua praia preferida, Garopaba, Maresias ou Ipanema; você é o renascido depois do acidente que escapou, aquele amor atordoado que viveu, a conversa séria que teve um dia com seu pai, você é o que você lembra.

Você é a saudade que sente da sua mãe, o sonho desfeito quase no altar, a infância que você recorda, a dor de não ter dado certo, de não ter falado na hora; você é aquilo que foi amputado no passado, a emoção de um trecho de livro, a cena de rua que lhe arrancou lágrimas, você é o que você chora.

Você é o abraço inesperado, a força dada para o amigo que precisa. Você é o pelo do braço que eriça, a sensibilidade que grita, o carinho que permuta, as palavras ditas para ajudar, os gritos destrancados da garganta, os pedaços que junta, o orgasmo, a gargalhada, o beijo, você é o que você desnuda.

Você é a raiva de não ter alcançado, a impotência de não conseguir mudar, é o desprezo pelas mentiras dos outros, o desapontamento com o governo, o ódio que tudo isso dá. Você é aquele que rema, que cansado não desiste, é a indignação com o lixo jogado do carro, a ardência da revolta, você é o que você queima.

Você é aquilo que reinvidica, o que consegue gerar através da sua verdade e da sua luta, é os direitos que tem, os deveres que se obriga. Você é a estrada por onde corre atrás, serpenteia, atalha, busca, você é o que você pleiteia. Você não é só o que come e o que veste. Você é o que você requer, recruta, rabisca, traga, goza e lê. Você é o que ninguém vê.


autoria de Martha Medeiros



Você é um ser especial




Preserve-se! Não saia por ai dando o melhor de si para quem não te merece. Não aceite migalhas, guarde-se para o melhor e o melhor pode acontecer em instantes na próxima curva. Não se desespere, espere. Valorize-se! Você é um ser único, um ser especial e que merece toda atenção. Não existem duas pessoas iguais. Pode-se achar pessoas parecidas, gêmea, mas o caráter, os gostos, o estilo, tudo é diferente.

Assuma-se! Defeitos? Todos temos! Problemas? Eles são o "sal da vida". Sempre existirão e é isso que nos motiva a crescer e ter novos objetivos. Traumas? Quem não os tem? Medo? O super homem só existe no gibi, ou no cinema. Desânimo? Tome um banho frio. Mude! Mude de penteado, de roupa, de estilo, de bairro, de cidade, de estado, de país, de língua, de curso, de trabalho, de sapato, de estado de espírito.

Tenha coragem de assumir uma nova postura. Se a velha vida te cansou, comece de novo. Religue-se! Um dia voce descobre a presença de Deus em sua vida. Deus não está presente nas velhas orações decoradas e recitadas, que não saem do coração. Deus é Vida, é movimento, é renovação, é participar do mundo em pensamentos e ações.

Ame-se! Tenha amor próprio. Se você não se ama dificilmente encontrará quem te valoriza, quem te aceita, quem te dê amor. Eduque-se! Adquirir cultura é fundamental. Leia um bom livro, vá ao teatro, ao cinema ou no circo. Reúna os amigos para ver um filme. Estudar, fazer cursos diferentes sempre dá sabor a sua vida. Não encoste no tempo, não pare nas idéias do século passado, não seja uma biblioteca de livros velhos. Modernize-se. Aprenda sempre coisas novas.

Respeite-se! Não se compare a ninguém. Use a história de pessoas de sucesso para espelhar-se, não para comparar-se. Seja humilde. O orgulhoso é alguém que carrega o peso da própria incapacidade e se esconde de sua dor humilhando aos outros. Viva a vida! Nada é mais prazeroso que viver. Enquanto está vivo, viva! O tempo passa. Pense que o sol e a lua cumprem o próprio destino para iluminar a terra e você tem a missão de iluminar a sua própria vida.


video

Ouse sem medo de errar




O potencial de uma águia é atualizado no vagar pelo céu, ao mergulhar para buscar seu alimento e na construção de ninhos. O potencial de um elefante é atualizado através do tamanho, força e desajeitamento.

Nenhuma águia quer ser elefante e nenhum elefante quer ser águia. Eles se aceitam e, aliás, nem mesmo se aceitam, pois isto significaria uma possível rejeição.

Eles se assumem por princípio e talvez nem isso, pois implicaria numa possibilidade de ser diferente. Eles apenas são o que são. Quão absurdo seria se eles, como os humanos, tivessem fantasias, insatisfações e decepções.

Como seria absurdo se o elefante cansado de andar na terra, quisesse voar, comer coelhos e botar ovos. E que a águia quisesse ter a força e a pele grossa do elefante…

Que isto fique para o homem! Tentar ser algo que não é, ter ideais inatingíveis; ter a praga do perfeccionismo de forma a estar livre de críticas e abrir a senda infinita da tortura mental. Por isso, não seja um perfeccionista.
Perfeccionismo é uma maldição que constrói uma prisão. Quanto mais você treme, mais erra o alvo.

Você é perfeito, se assim permitir ser. Não tenha medo de erros; erros não são pecados. Erros são formas de fazer algo de maneira diferente, talvez criativamente de uma maneira nova. Não se aborreça se errar. Alegre-se por seus erros. Você teve coragem de dar algo de si!

* O PODER DO "BOM DIA"


Logo pela manhã, chegamos a uma cidadezinha. Paramos em frente ao local do nosso destino. Era a hora em que as pessoas estavam indo para o trabalho e aí me dei conta de algo que há muito não via.: as pessoas que transitavam pela rua, nos dirigiam um fraterno "Bom Dia".

Geralmente, nos grandes centros urbanos, andamos pelas ruas abarrotadas de pessoas mas, umas não olham para as outras e, quando o fazem, é para tomar os devidos cuidados com possíveis assaltantes. Quando entramos num elevador ficamos sem jeito, sem palavras, e geralmente olhamos para o teto ou para o chão, com receio de olhar no rosto daquelas pessoas que dividem conosco aquele pequeno espaço.


Pelas ruas dos grandes centros, notamos que as pessoas circulam apressadas,
alheias a tudo e a todos, como naqueles filmes de ficção, em que as pessoas foram substituídas por robôs, programados para tarefas específicas, não têm a sensibilidade dos seres humanos. Não têm coração, têm chips, computadores eficientes, mas sem o calor humano. São frios. A sensibilidade é atributo dos seres humanos. A fraternidade, a solidariedade, o afeto, a ternura, são inerentes à criatura humana.

Quando, naquela manhã, pessoas que nunca havíamos visto antes nos olharam e nos desejaram um sonoro e convicto bom dia, nos sentimos gente. Ser gente! Eis do que sentimos falta. Talvez isso pareça medíocre, para alguns, mas é bom se sentir gente. Receber de um desconhecido um olhar de afeto, um olhar de encorajamento, faz bem para a alma. É bom saber que as pessoas notam você e que você as nota, não como supostos bandidos, mas como gente, apenas como gente.

Há tanta falta de atenção de uns para com os outros
nesses tempos de correria em busca de dinheiro e coisas, que nos esquecemos de que estamos apenas de passagem pela vida. É bom se sentir gente entre pessoas que, como nós mesmos, lutam, sofrem, trabalham e choram. Pessoas que amam, que sonham, que buscam um lugar ao sol, e que desejam ser, simplesmente, gente.

Por isso, eu te convido para uma revolução: vamos saudar as pessoas que cruzam o nosso caminho! O vizinho, o jardineiro, o ascensorista, serventes, pessoas no elevador, o caixa do supermercado, e mais alguém. E se o seu dia amanheceu nublado, experimente saudar e olhar com fraternidade para as pessoas, e você descobrirá que uma atitude simples, é tão poderosa que pode levantar o seu ânimo e de outros, promovendo, de fato, um Bom dia...

* QUEM AMA, LIBERTA - Video



Um pássaro livre voa para onde quiser, migra nas épocas de frio para lugares mais quentes, canta com toda sua energia, bate suas asas com vontade, alimenta-se do que a natureza lhe oferece, corteja as fêmeas de sua espécie. Ele possui um brilho próprio que atrai e encanta a todos. De tão atraente, acaba sendo vítima de alguém que apodera-se de sua vida, para ter o brilho desse pássaro apenas para si.

Confinado numa gaiola, restrito de movimento, distante das companhias com quem se contenta, tolhido de voar com toda sua energia, perde o colorido de suas penas, o bailado de seu movimento, resigna-se em um território mínimo de subsistência. Alimenta-se não do que lhe agrada mas do que lhe dão. Seu olhar torna-se mórbido e come apenas porque a necessidade de sobrevivência lhe impele. Seu canto não é mais extaziante mas tão somente um canto de lamento de quem espera o dia da própria morte...

Somos como os pássaros: cada um tem seu brilho próprio, sua energia, seus desejos e anseios. Tem projetos pessoais, aptidões e vocação. Tem brilho e pode realizar sua vida despendendo da própria emoção. Tem a energia, a habilidade para criar e transformar a própria vida e o mundo. Cada qual carrega em si os atrativos que encanta as pessoas com as quais convive e aquelas que chegam, até que um dia, seduzido por alguém que chega, acontece a espontanea entrega.

Saber desfrutar do canto pássaro liberto em seu habitat, vivenciando sua potencialidade, é ser sábio com a natureza. Entender que cada um é parte da natureza, sem ser mesquinho a ponto de querer apoderar-se dessa vida tão radiosa e restringí-la de suas aptidões, é um princípio básico de respeito à vida.

Do mesmo modo que as habilidades e tendências encantam e atraem, poucos são os sábios que conseguem desfrutar dessa natureza sem desejar colocá-la numa gaiola. Quando uma pessoa está sozinha, é como um pássaro liberto: tem brilho, vive, desloca-se e faz o que o próprio desejo atrai. Emana as potencialidades da melhor forma porque está em liberdade de ação.

Ás vezes deixa de estar só, quando não se faz mais o que simplesmente deseja, acontece as exigências excessivas de atitudes que não se quer tomar, vê-se tolhido dos lugares e das companhias que mais agradam, alimenta-se somente do que lhe é oferecido, restringe as próprias aptidões para adequar-se ao viveiro onde se é colocado com o próprio tolo consentimento.

Deixa de voar porque perde a vontade, deixa de cantar com intensidade dando lugar ao canto do lamento de quem deixou de viver. Assim como as penas dos pássaros perde seu brilho também perde o brilho do olhar. A face envelhece e torna-se taciturna e febril. Perde aquela essência que fez atrair o algoz. Se torna deprimido e rebelde com quem o restingiu. Emana em cada gesto a revolta acumulada pela tão cruel mutilação que sofre dos sentimentos. Vira despojo do que um dia se foi, acaba com a própria essência e destrói a própria vida desejando por um rápido fim do sofrimento.

Por vezes, se transforma num ser abominável, de tal maneira que o algoz o abandona à própria sorte. Como um vampiro severo que suga todo sangue até a última gota, tornando-o um pálido cadavérico que não serve para mais nada. Em muitas vezes a pessoa se habitua demais a esse cativeiro, de modo que se for libertado um dia, tende a morrer em pouco tempo por ser incapaz de viver liberto...

Somos atraentes enquanto sabemos estar sós. Basta arrumar companhia e esta chega com determinações e regras, como se deve agir e fazer para continuar vivendo. Essas excessivas cobranças restringem completamente os sentimentos que um dia tivemos por ela. Mas só se entra nessa mórbida gaiola com a própria permissão. E só guarda seu amor numa gaiola, quem é egoísta e incapaz de entender que o princípio da natureza de cada ser, consiste em permitir que cada um viva sua vida da sua maneira e não da maneira que se deseja. A natureza é sábia e nenhum ser humano tem capacidade de querer controlá-la. Qualquer tentativa do homem de querer ter controle sobre algo além de sua capacidade de compreensão, só pode levar inexoravelmente à morte.

O melhor amor que se pode oferecer a alguém é dar-lhe a liberdade de ser do jeito que é, com todas as virtudes e defeitos. Só ama quem aceita. O amor é harmonia entre seres e nunca uma coação contra sua essência. Amar é libertar, somar, colaborar, incentivar, agradar. Exigências, já as temos por demais na vida, importante é amar sem regras determinadas...

A pessoa que você ama, deixe-a livre.
Se ela se for, é porque nunca a teve.
Se ficar, é porque a conquistou para sempre!

video


* SUCESSO VEM EM GOTAS



Para ser ouvido, fale. Para ser compreendido, exponha claramente as suas idéias sem jamais abrir mão daquelas que julga fundamentais apenas para que os outros o aceitem.

Acima de tudo, busque o prazer antes do sucesso, a auto-realização antes do dinheiro, fazer bem feito antes de pensar em obter qualquer recompensa. Nenhum reconhecimento externo vai substituir a alegria de poder ser você mesmo. Status é comprar coisas que você não quer, com o dinheiro que você não tem, a fim de mostrar para gente que você não gosta, uma pessoa que você não é.

Nada tem graça se não for bom para o seu corpo, leve para o seu espírito e agradável para o seu coração. Para conseguir, tente sem pensar que o êxito virá logo da primeira vez. Cuide de ter saúde, energia, paciência e determinação para continuar tentando quantas vezes forem necessárias.

Mas ao perceber que já fez tudo o que pôde - ou até mesmo um pouco além - mude de alvo para não se tornar, em vez de um vitorioso, apenas mais um teimoso. Para poder recomeçar sempre, perdoe-se pelos fracassos e erros que cometer, aprenda com eles e, a partir deles, programe suas próximas ações.

Nunca se deixe iludir que será possível fazer tudo num dia só ou quando tiver todos os recursos: tal dia nunca virá. Para manter-se motivado, sonhe. Para realizar, planeje, pensando grande e fazendo pequeno, um pouco a cada dia e todos os dias um pouco, porque são pequenas gotas d'água que fazem o todo grande oceano...

* OLHE



Olhe para trás, veja os obstáculos que você superou,
veja o quanto já aprendeu nesta vida e quanto você cresceu.

Olhe para frente, não fique parado levante-se quando tropeçar e cair, e
stabeleça metas, tenha planos e prossiga com firmeza.

Olhe para dentro, conheça seu coração e analise seus projetos
mantenha puros seus sentimentos não deixe que o orgulho,
a vaidade e a inveja dominem seus pensamentos e seu coração.

Olhe para o lado, socorra quem precisa.
Ame o próximo e seja sensível para perceber
as necessidades daqueles que o cercam.

Olhe para baixo, não pise em ninguém,
perceba as pequenas coisas e aprenda a valorizá-las.

Olhe para cima, há um Deus maior do que você
que te ama muito e cuida para que tenha tudo aquilo que necessita.

Olhe para Deus, perceba a profundidade,
a riqueza e o poder da bondade divina.
Sinta esse Deus que olha por você em todos os dias de sua vida...

* O PODER DO SORRISO



O sorriso não custa nada e rende muito. Enriquece quem recebe e não empobrece a quem dá. Dura somente um instante, mas seus efeitos duram para sempre. Ninguém é tão rico que dele não precise e ninguém é tão pobre que não possa dar a todos.

O sorriso leva a felicidade a todos e a toda parte. É o símbolo da amizade, da boa vontade. É o alento para os desanimados, repouso para os cansados, raio de sol para os tristes e ressurreição para os desesperados.

O sorriso não se compra, não se empresta. Nenhuma moeda do mundo pode pagar o seu valor. Não há ninguém no mundo que precise tanto de um sorriso, como aquele que não sabe mais sorrir. Sorria mesmo quando estiver triste, porque ainda mais triste que um sorriso triste é a tristeza de não saber sorrir...

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores

Minha lista de blogs

Postagens populares