Pesquisar nesse blog

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Você pode ter mais do que imagina ser capaz



Um sábio passeava por uma floresta com seu discípulo, quando avistou um sítio de aparência muito simples e resolveu fazer uma breve visita. Durante o percurso o mestre falava ao aprendiz sobre a importância do aprendizado que podemos ter mesmo com pessoas que não conhecemos. A casa era de madeira e o casal com seus três filhos trajava roupas sujas e rasgadas. O mestre se aproximou e perguntou: "Neste lugar não há pontos de comércio e de trabalho. Como o senhor e a sua família sobrevivem aqui?"

O senhor calmamente lhe respondeu: - "Meu amigo, nós temos uma vaquinha que nos dá vários litros de leite todos os dias. Uma parte desse produto nós vendemos ou trocamos na cidade vizinha por outros gêneros de alimentos. Com a outra parte nós produzimos queijo e coalhada para nosso consumo. Assim, vamos sobrevivendo".

O sábio contemplou o lugar por alguns momentos, despediu-se e partiu. No meio do caminho, ordenou ao seu discípulo: "Aprendiz, pegue a vaquinha e empurre-a no precipício". O jovem espantado com a crueldade, questionou o mestre porque a vaquinha era o único meio de sobrevivência daquela família, mas diante do silêncio absoluto do seu mestre foi cumprir a ordem. Empurrou a vaquinha morro abaixo e a viu morrer.

Aquela cena ficou marcada na memória do jovem aprendiz por muitos anos. Certo dia ele resolveu retornar ao sítio e pedir perdão à família pelo que tinha feito. Porém quando avistou o sítio com uma grande e bela pousada, árvores floridas, um carro na garagem e as crianças brincando no jardim, ficou triste porque imaginava que a família tivera de vender o sítio para sobreviver.

Espantou-se ao reencontrar a família, elogiou o local e perguntou ao dono como tinha conseguido melhorar seu sítio. E o senhor entusiasmado lhe respondeu: “Nós tínhamos uma vaquinha que caiu no precipício e morreu. Daquele dia em diante tivemos que fazer outras coisas e desenvolver habilidades que nem sabíamos que existiam em nós. Transformamos nossa casa em uma pequena pousada para viajantes. Aos poucos, a pousada foi crescendo e assim, alcançamos o sucesso que seus olhos vislumbram agora...”

Moral da história:

Quando nos apegamos às poucas coisas que temos sem enxergar outras possibilidades,
permaneceremos no mesmo lugar sem qualquer progresso. Mas quando saímos da zona de conforto, abandonando o comodismo, podemos chegar a outros patamares muito mais elevados. A vaquinha presente em nossa vida pode nos dar um mínimo mas nos impede de ampliar nossa visão, nos torna dependentes de algo ou alguém. A sua vaquinha pode ser:
  • aquele emprego que te paga um ínfimo salário mas você continua lá por anos e anos com medo de ir em busca de outro emprego que reconheça suas habilidades.
  • aquele empregado que faz as coisas de qualquer jeito, mas você continua com ele porque tem medo de não arranjar outro empregado.
  • aquele relacionamento que te deixa infeliz, mas você tem medo da solidão.
  • aquela amiga ou aquele amigo que só traz problemas e confusão, mas você tem medo de dizer a verdade porque tem medo de perder a amizade.
São milhares de situações que você se acomoda e não toma uma decisão para resolver o problema. Mas também não adianta decidir e esperar que os outros ou a vida venham colocar sua decisão em prática. É preciso empurrar a vaquinha no precipício com determinação e coragem, abrindo espaço para que novas coisas bem melhores entrem em sua vida. Você pode ter mais do que imagina ser capaz ...

sábado, 8 de outubro de 2011

Faça a diferença



Um escritor morava em uma tranquila praia junto de uma colônia de pescadores. Todas as manhãs ele buscava inspiração caminhando à beira mar até que certo dia encontrou um jovem que recolhia estrelas-do-mar na areia para jogá-las novamente no oceano. - Por que está fazendo isso? perguntou o escritor.

- A maré está baixa e o sol está brilhando. Elas irão secar e morrer se ficarem na areia. respondeu o jovem. Insistiu o escritor: - Existem milhares de quilômetros de praias por este mundo e milhares de estrelas-do-mar espalhadas pelas praias. Que diferença faz se você joga umas poucas de volta ao oceano? A maioria vai perecer de qualquer forma. O jovem pegou mais uma estrela na praia, jogou de volta ao oceano e respondeu: - Para essa aqui eu fiz a diferença…

**********

Um conto simples que guarda uma grande verdade: Não podemos mudar o mundo mas podemos, a cada dia, fazer a diferença na vida de alguém. Uma palavra de estímulo, um pequeno elogio, um sorriso, um cumprimento, um pequeno telefonema, uma saudação etc. "Fazer a diferença" é dar aquela contribuição única que pode chegar no momento certo, mesmo sem que saibamos.

Em um trabalho de equipe, quando todos estão perdidos e desorganizados, uma palavra de encorajamento e sua visão de organização, pode trazer resultados positivos para todos. Quando as pessoas caminham para um impasse, a iniciativa de um argumento e visão ampliada pode propiciar uma conciliação. Uma pessoa que está com as finanças desorganizadas, sem emprego ou doente, se você não se omite e diz palavras de incentivo, você faz uma grande diferença.

Quem não faz diferença passa desapercebido, não atrapalha mas com certeza não contribui. Quem não faz diferença é apenas um rosto oculto e enevoado no meio de uma multidão de desconhecidos. Fazer a diferença significa muitas coisas, por exemplo, dirigir seus potenciais e talentos a serviço de uma empresa, de uma causa ou de uma comunidade. É tomar iniciativa de transmitir o que sabe sem almejar unicamente objetivos financeiros. É correr o risco de oferecer uma mão amiga. É integrar uma equipe sem desejar brilhar individualmente. É transformar ideias em realidades concretas.

Quem deseja fazer a diferença não espera bom tempo para começar, não fica apenas planejando mas começa desde já direcionada a um propósito saudável e realista. Quem deseja fazer a diferença não faz o que todos fazem, mas tem metas éticas e mobiliza outros a encararem desafios para transformar figuras em retratos de pessoas felizes e comprometidas com a felicidade. E mesmo que consiga fazer a diferença para apenas uma pessoa, terá valido a pena...
Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores

Minha lista de blogs

Postagens populares