Pesquisar nesse blog

sábado, 20 de abril de 2013

Lobos em pele de cordeiro



Uma fábula antiga conta a estória de um lobo que certa vez encontrou a pele de um cordeiro. O lobo então teve a ideia de utilizá-la como disfarce para conseguir comida mais facilmente, podendo assim chegar mais perto do rebanho e poder escolher a presa que quisesse sem ser percebido. Apesar de ser uma fábula, ela serve para nos orientar.

É próprio do ser humano manter o coração desarmado mostrando-se receptivo com outras pessoas. Isso demonstra humanidade e capacidade de viver em sociedade. No entanto nem todas as pessoas são assim, há pessoas que são lobos maus e vestem pele de cordeiro para disfarçar suas maldades.

Normalmente esses lobos maus são pessoas muito risonhas, que tentam amaciar seu ego fazendo elogios, são bem humoradas, brincam demais com tudo e levam poucas coisas ou nada a sério. Também há um outro tipo que são aquelas pessoas que se mostram perdidas e elegem você como salvador. Aos poucos elas vão conquistando sua confiança e espaço em sua vida, até que consigam dominar você para lhe dar uma mordida fatal. 

Para detectar o cheiro do mal que vive nessas pessoas é preciso maturidade, muita autoestima e combater a ingenuidade que pode levar a situações desagradáveis. O problema é que isso só se aprende com a experiência da vida, mas também pode-se aprender com as experiências dos outros evitando cair em armadilhas semelhantes.

Quem nunca foi feito de bobo ao menos uma vez na vida? Quem nunca foi enganado por alguém, traído, ferido e humilhado? Quem nunca saiu para passear com um meigo cordeirinho de pelos brancos como a neve e acabou caindo na boca do lobo mau de olhos vermelhos e de sua baba maldita? Todo dia isso acontece com alguém desprevenido.

É impossível evitar o encontro com esses monstros, mas é possível reconhecê-los logo após o primeiro arranhão. Lobo mau inventa histórias para sensibilizar e despertar o seu lado heroi. Lobo mau se esconde atrás de falsas credenciais. Lobo mau mente, manipula, explora, engana e nem se preocupa com os sentimentos dos outros.

Para prevenir-se é preciso desenvolver o olfato. Sentiu o cheiro do mal? Afaste-se imediatamente. E não pense ingenuamente que poderá mudar a outra pessoa. Não atenda seus pedidos de perdão. Não se deixe sensibilizar pelas tentativas de manipulação, seja firme e decida o melhor para si. Viver bem significa amar-se, proteger-se e afastar-se de qualquer perigo. 

Caiu na armadilha? Não se puna pelo que aconteceu e nem queira punir o outro, pois isso aprisiona. Liberte-se do que ocorreu e aprenda a evitar que aconteça novamente. Volte a viver sua vida como acredita que ela deva ser. Não abra mão de seus valores e sinta-se livre para escolher, com muito critério, quem pode fazer parte de sua vida e fazer você feliz.




Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores

Minha lista de blogs

Postagens populares