Pesquisar nesse blog

domingo, 27 de março de 2011

Inteligência emocional




A alma é a sede de tudo que se manifesta nos sentidos do corpo: paladar, olfato, audição, visão e tato e que passam informações para o pensamento, vontade e sentimento. O nosso interior é o verdadeiro eu, com suas vontades, sentimentos e inteligência que é um processo mental. É no pensamento que articulamos nossas ideias.
Quem é dirigido pela vontade não pensa antes de agir. Quem é movido pelo sentimento, só tem paixão. Mas a paixão é cega, só age pela emoção e esquece a razão. Quem é dirigido pela inteligência sabe que a vontade e o sentimento tem de obedecer às suas decisões. Quem decide precisa pensar. Quem pensa, existe.

Quem pensa evita a paixão e não se deixa iludir, porque a verdade é o que é real, honesto, certo, justo, elevado e correto. Pense em tudo que seja puro, que seja louvável e amável. O puro amor vem da inteligência. O que repercute mal não tem virtude. O que vem das boas ações vem do que se aprende e do que vê.

Nem tudo o que pensamos é possível realizar, mas tudo o que realizamos precisa ser pensado. Toda pessoa que pensa de uma forma e age diferente já sabe de antemão que não dará certo. Mas se bem pensa, bem age. Isso é Inteligência Emocional. É a busca da satisfação, de conquistar sem esforço e agir de modo correto.
 
As pessoas querem ser felizes o tempo todo, mas felicidade é algo que se aprende. Para isso é preciso saber lidar com as questões da vida, aprender a suportar os sofrimentos, os nãos da vida, as frustações, a derrota, as rejeições, as decepções e as perdas. E como fazer isso? Canalize para algo bom, não supervalorize as questões para não torna-las maiores do que são ou tornar você menor do que é.

Não se entregue às questões, pois o bom ânimo cria resistência. Aceite essa verdade da vida: às vezes você perde mas você ganha. Não finja que não existe um problema. Aceite a realidade,  se adapte, entenda a situação, compartilhe, peça ajuda mas desloque o olhar para coisas melhores; não se fixe nos problemas.

Use seu olhar para outras alternativas. Olhe para o futuro, a vitória te espera lá. Tenha um objetivo, não perca seu foco de vida e não permita que outros lhe tirem desse foco. Seja leal e honesto consigo. Seja o melhor que puder, com você e com os outros. Isso já te faz um vencedor, um campeão. Com motivação e perseverança, o sucesso logo te alcançará...
 
 
 
 
Já dizia Platão que todo aprendizado tem uma base emocional, uma grande verdade porque, quem tem inteligência emocional é autoconfiante, adaptável, flexível e trabalha em direção de suas metas. À medida que utilizamos a Inteligência Emocional, naturalmente vamos adquirindo e aprimorando habilidades que nos permitem ter mais resistência e nos recuperarmos rapidamente do estresse causado pela rotina diária. Quer saber se você tem Inteligência Emocional? Preste atenção nos sinais reveladores.
  • Liderança: Quem tem Inteligência Emocional torna-se naturalmente um líder. Além de ter talento e ambição, mantém a ética na vida e na profissão trabalha com eficiência. Por ser honesta consigo mesma, a pessoa conhece seus pontos fracos e fortes. Mas tem autoconsciência e usa suas melhores qualidades para superar os pontos fracos. Isso gera maior autoconfiança para realizar e tomar decisões. Um aspecto interessante é que quanto mais se desenvolve a IE mais se torna ético e cuidadoso. Não importa como uma pessoa atuou no passado; o que importa o que está buscando construir.
  • Reconhecimento das emoções: Quem tem Inteligência Emocional pode até estar chateado, mas sabe exatamente por quê. Ao longo do dia todos nós passamos por diversas situações, experimentamos diversos sentimentos e estamos vulneráveis às flutuações emocionais. Porém a pessoa emocionalmente inteligente sabe que deve examinar o que sente e o efeito de suas emoções sobre si. Ela sabe que precisa reconhecer de onde vem os seus sentimentos e não ignora o que sente.
  • Capacidade de concentração: Quem tem Inteligência Emocional está sempre atento e não permite que distrações menores lhe tire o foco. Combater as distrações e se concentrar nas tarefas é um dos segredos da IE, que requer saber priorizar as coisas mais importantes do momento. Por ser automotivado, consegue focar sua atenção e energia para conquistar seus objetivos.  Porém aproveita o momento presente e está presente consigo e com os outros. 
  • Relacionamentos satisfatórios: Quem tem Inteligência Emocional geralmente se dá bem com a maioria das pessoas e tem relacionamentos satisfatórios. Por saber ler as expressões faciais das pessoas, sempre consegue descobrir como as pessoas estão sentindo, mesmo que elas nada digam. Essa eficiência em lidar com as emoções dos outros é parte importante da boa IE, porque a empatia permite dissolver desavenças e evitar atritos.
  • Empatia: Quem tem Inteligência Emocional sente curiosidade para conhecer novas pessoas. Quando é apresentado a alguém que não conhece, faz perguntas e se interessa verdadeiramente em conhecer mais sobre os outros, podendo assim conhecer modos de vida diferentes e visões diferentes do mundo. Quase que imediatamente sente empatia. A pessoas altamente empática tem mais facilidade para sintonizar com os sentimentos dos outros e age de uma maneira sensível às necessidades alheias.
  • Solidariedade: Quem tem Inteligência Emocional sempre lembra de desacelerar para ajudar os outros. Parar para cumprimentar alguém, prestar atenção no que os outros dizem, ajudar uma pessoa idosa a atravessar a rua ou dar o assento no ônibus para alguém significa parar de se concentrar em si mesmo para fazer algo por alguém também. Geralmente estamos ocupados demais, mas podemos reservar um tempinho para os outros. 
  • Resiliência: Quem tem Inteligência Emocional não se abate após fracassos, mas levanta rapidamente, sacode a poeira e dá a volta por cima. O modo como a pessoa lida com reveses diz muito sobre quem ela é. Uma pessoa com alta IE não permanece muito tempo dentro de um fracasso; procura corrigir onde for necessário e segue em frente. Mesmo que experimente emoções negativas, ela usa isso para aprender algo.
  • Assertividade: Quem tem Inteligência Emocional sabe julgar as situações e raramente se engana. Por confiar no próprio instinto, a pessoa com alta IE percebe os pequenos sinais que revelam muito a respeito das pessoas e situações. Ela confia nas próprias intuições e emoções, por isso ela costuma escutar aquela voz interior que lhe diz o melhor caminho a seguir. Por sua alta capacidade de discernir o que seja melhor para si, sabe controlar seus impulsos, evita hábitos insalubres e mantém uma disciplina que lhe permita ter uma vida saudável. 
 

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores

Minha lista de blogs

Postagens populares