Pesquisar nesse blog

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Crenças: Identificando suas crenças - 3ªparte



Para mudar suas crenças limitantes, você precisa identificá-las. Isto significa se observar, investigar sua mente e estar aberto para mudanças. Todos nós concordamos com algumas perspectivas e concluimos que alguma coisa é assim. Por exemplo, sem estudo não se vence, está difícil conseguir emprego, todos os homens são iguais, as mulheres precisam casar, o casamento é uma prisão etc. Chegamos a estas conclusões através de uma experiência dolorosa ou devido à nossa cultura, aos anos de estudo, ou simplesmente concordamos com nossos educadores.

Desenvolvemos um sistema
de crenças que representa o nosso mito pessoal. Nesta mitologia estão todas as regras de nosso comportamento. Por associação, deduzimos que tal pessoa é assim, que tal negócio não vai dar certo, que tal pessoa não gosta de nós. Dentro dos limites deste terreno tudo tem uma boa explicação para ser ou não ser, e até nossas expectativas estão limitadas por este terreno conhecido.

Real ou não, verdadeiro ou não, isto é tudo que você conhece e este é o seu mundo
único. Estes limites são invisíveis e raramente nos damos conta deles, ainda que eles funcionem como uma prisão. Você só se sente seguro dentro do seu perímetro, mesmo que esta segurança seja desconfortável. Onde mora, onde trabalha, com quem se relaciona, mesmo que odeie, está dentro destes limites que foram aceitos e construídos por você.

A vida tal
qual você experimenta hoje é a culminação de tudo aquilo que você concordou em acreditar. Existe um conceito simples, mas poderoso: você não tem nenhum controle sobre o que as pessoas fazem, porque elas estão em seus próprios terrenos conhecidos. E talvez nem tenha controle sobre o que acontece dentro do perímetro do seu terreno conhecido, a menos que decida rever e mudar em que acreditar sobre você e o mundo ao seu redor.

Você está
criando a vida em sua experiência a cada instante. Só você tem o poder de decidir em que acreditar. O que você fala de si mesmo? Quais são as histórias que você conta sobre você mesmo? Elas são realmente verdadeiras, ou você as aumenta ou diminui? O que você vive dizendo para si mesmo que quer, mas acha impossível? Você tem o hábito de presumir as coisas? Passe um dia percebendo quantas coisas você presume, deduz ou acha. O mundo está cheio de achismos...

4ª parte - clique aqui

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores

Minha lista de blogs

Postagens populares