Pesquisar nesse blog

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Sempre há uma saida



Quando entrei na sala vi um beija-flor voando desesperadamente, rente ao forro. Entrara, mas agora não sabia como sair. Retirei-me, para não assustá-lo e fiquei olhando. Ele continuava a voar em voltas, junto ao forro. Abri as janelas e inverti as vidraças, deixando livres também as partes de cima. Por fim, numa de suas voltas, o beija-flor saiu por uma delas...

Às vezes entramos numa situação e não atinamos com a saída. Ficamos girando, num círculo vicioso, passando e repassando os mesmos raciocínios, teimando nos mesmos métodos que não dão certo. Começamos a nos inquietar, a preocupar-nos e até chegamos ao desespero. A impaciência, o temor e outros fatores negativos nos anuviam e só podem piorar a situação.

Quanto mais nos perturbamos, menos enxergamos as saídas possíveis. Ora, se há entrada por certo haverá uma saida. E há muitas janelas abertas que nos levam a situações mais favoráveis para viver livre e feliz. Basta aquietar o coração e observar. A saída pode estar bem à nossa frente...


Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores

Minha lista de blogs

Postagens populares