Pesquisar nesse blog

sábado, 27 de agosto de 2011

Atenção seletiva, o nosso radar pessoal




Existe uma parte do cérebro, chamada de formação reticular, que é responsável pela atenção seletiva. Quando consideramos que algo é importante, essa parte do cérebro se torna tão focada que prende nossa atenção naquele assunto, ou seja, está mais seletiva para um determinado assunto do que para outros assuntos. Quase que milagrosamente tudo que se refere a este assunto começa a aparecer à nossa frente como um radar pessoal.

De repente passamos a ver o assunto nos jornais, nos programas de tv, nas revistas, nas ruas por onde passamos e ouvimos também outras pessoas comentarem sobre o mesmo assunto. Podemos achar que aquele assunto começou a pular sobre nós, mas na verdade é que quando focamos em algo de forma seletiva começamos a prestar mais atenção naquele assunto. As conversas e os anúncios em nada mudaram, apenas não eram percebidos e agora prendem a nossa atenção.





As crenças tem um estranho poder sobre nós e nos fazem prestar atenção em tudo que as confirmam. Quando acreditamos em algo nossa mente busca fatos, razões, motivos e passamos por experiências ou presenciamos situações que comprovam exatamente essa crença. Isso ocorre porque a mente encontra e presta atenção naquilo que damos importância e passa a selecionar e focar aquele assunto.

Quando desenvolvemos a crença de que a vida é difícil, tendemos a prestar mais atenção em tudo que confirme que a vida é difícil. Quando o nosso radar só aponta para fracassos, doenças, desemprego e perdas, tudo isso tende a ocorrer conosco ou com pessoas próximas de nós. As notícias nos jornais e na tv só falam de dificuldades e uma voz interior nos diz: Tá vendo, a vida é difícil. Eu já sabia que a vida é difícil...

Com isso cria-se uma tensão e, antes mesmo de fazer qualquer coisa, inconscientemente já sentimos e pensamos que vai ser difícil. Pior ainda: de maneira também inconsciente produzimos ações que dificultam a vida para comprovar a nossa crença. E mesmo que haja um caminho mais fácil, a tendência é que a mente despreze e não preste atenção, isso porque o nosso radar não está treinado para ver as coisas fáceis. Se acreditamos que tudo tem que ser difícil e sacrificado, qualquer caminho que parecer fácil será considerado errado.

A vida pode ser fácil e sem lutas. Se você está lutando na vida, existe alguma crença no difícil, isto é, só tem valor se for difícil, se for conseguido com sacrifício e com muito suor. Então sua vida será sempre difícil, a menos que comece a acreditar que a vida é e pode ser fácil. Muitos dos nossos medos estão relacionados com nossas crenças. Do que você mais tem medo? Por que? Com frequência nossos medos surgiram de experiências passadas e agora queremos evitá-los. E quanto mais queremos evitar, mais acontece.

E assim seguimos complicando a vida muito mais do que deveríamos. Dificuldades existem, mas boa parte delas somos nós que buscamos, criamos e fazemos acontecer. Devemos estar preparados para as dificuldades, mas também devemos estar preparados para as facilidades. Quando começamos a inverter nossas crenças negativas e afirmamos constantemente que tudo pode ser fácil, nosso cérebro começa a prestar atenção nas oportunidades mais fáceis. Quando acreditamos que as coisas são boas, fáceis e abundantes, assim elas se tornam...


Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores

Minha lista de blogs

Postagens populares