Pesquisar nesse blog

sexta-feira, 8 de julho de 2011

A decisão de ser feliz




A história da humanidade é cheia de vidas desperdiçadas: amores que não geram relações enriquecedoras; talentos que não levam a carreiras de sucesso. Viver tenso e estressado está virando moda, parecendo que ser competente e estar de bem com a vida são coisas incompatíveis. O maior problema da humanidade tem sido a falta de metas e objetivos.

Definir metas claras e ter objetivos em mente, deve ser uma conquista que otimiza tempo, trabalho e dinheiro. A vida
flui muito melhor na simplicidade, sem neuras e preocupações desnecessárias. Cabe-nos criar espaço para desfrutar mais a viagem da vida e isso só depende de nossa decisão. Nem sempre nossas decisões são simpáticas aos outros, porém viver e decidir na neblina é esperar resultados que só serão conhecidos quando pouco restar a fazer.

Os amigos são a melhor referência em crises e a melhor fonte de oportunidades na expansão. Ter bons contatos é essencial em momentos decisivos. Melhor ainda é buscar alguém que possa servir como orientador nas decisões, uma pessoa de confiança, de preferência alguém mais experiente e bem sucedido. Campeões falam com campeões e o verdadeiro campeão sabe que as vitórias são alimentadas pelo trabalho em equipe.

Quando nos aproximamos de pessoas com alegria de viver, afastando-nos de gente baixo-astral, estamos nos
distanciando dos perdedores que só tocam na tecla perdedores. Os perdedores dizem: - Isso não é para nós. Os vencedores pensam nos meios de realizar seus objetivos. Ter amigos vencedores é um dos meios de tornar-nos um deles, por isso é fundamental ampliar os relacionamentos.

Expectativas elevadas e grandes sonhos nos dão energia para crescer. Estudar é aprimorar e a glória pertence aquele que tem um trabalho especial para oferecer. A ética é essencial e a vitória que vale é a que aumenta nossa dignidade e reafirma nossos valores profundos. Pisar nos outros para subir desperta o desejo de vingança.

Compartilhar o sucesso, mesmo as pequenas conquistas com as pessoas que nos são queridas, é um dos modos de ser grato a quem participa de nossas conquistas. Agradecer é a melhor maneira de deixar todos motivados. É importante celebrarmos as vitórias, gritar, chorar e encher-nos de energia para os desafios seguintes. Porém nunca devemos esquecer que ter sucesso à custa da solidão e da restrição aos sentimentos tem um alto preço: infartos e suicidios.

Preservar a sensibilidade; além de natural é mais lucrativa. Acreditar sempre no amor é um risco, mas o amor não foi
feito para covardes. Aceitar o ritmo do amor é o melhor meio de conviver. Assim como ninguém vai empolgadissimo para o trabalho todos os dias, ninguém está sempre no auge da paixão. Cobrar de nós mesmos e do outro um viver nas nuvens é o comeco de muita frustração. Ficar mostrando as dificuldades do outro ou lembrando suas fraquezas diante dos amigos não tem graça. Se estamos juntos de alguém, é para jogar no mesmo time.

Quem está sofrendo por amor, tem apenas duas possibilidades: ou está com a pessoa errada ou amando de uma forma
ruim. Alimentar relacionamentos que só trazem sofrimento e masoquismo atrapalham a vida. Melhor é dizer adeus a quem não merece, abrindo espaço para que os dois possam seguir a própria vida e serem felizes. Numa separação é saudável curtir a dor, mas também abrir-se para outro amor. O ser humano não foi feito para a solidão e casamento só dá certo para quem não é dependente.

E quem está sozinho pode curtir a própria companhia, aprendendo a viver feliz mesmo sem uma pessoa ao lado. Se não tem
com quem ir ao cinema, vá com a pessoa mais fascinante: você! Quem fica a noite em casa sozinho só terá de decidir que pizza pedir; o único risco será o de engordar. Cuidar bem do corpo, alimentar-se e dormir bem são fundamentais para uma vida saudável. Nosso corpo é nosso templo e gostar de nós mesmos abre portas para que os outros gostem também.

Cada vez mais as pessoas devem exercer seu direito de buscar o que
querem, sobretudo no amor. O amor é um jogo cooperativo; elegância e bom senso são fundamentais. Se ama, declare o seu amor. Se você quer continuar com uma pessoa, enterre o passado para viver feliz. Todo mundo erra; saiba perdoar. Ore antes de dormir; faz bem ao sono e à alma. Converse com Deus; especialmente para agradecer...

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Quem sou

Nascida em Belo Horizonte, apaixonada pela vida urbana, sou fascinada pelo meu tempo e pelo passado histórico, dois contrastes que exploro para entender o futuro. Tranquila com a vida e insatisfeita com as convenções, procuro conhecer gente e culturas, para trazer de uma viagem, além de fotos e recordações, o que aprendo durante a caminhada. E o que mais engradece um caminhante é saber que ao compartilhar seu conhecimento, possa tornar o mundo melhor.

Seguidores

Minha lista de blogs

Postagens populares